A grande oportunidade
Compartilhe

“…os cargos são passageiros e representam apenas um passaporte temporário…”

Ainda que poucos fanáticos, movidos pela soberba da vitória ou pelo ressentimento da derrota, insistam em manter em baixa o nível da política de Palmital, tanto vencedores como perdedores podem oferecer enorme contribuição neste momento importante da democracia do município que acaba de assistir a manifestação popular por meio do voto universal e secreto. Fechadas as urnas e proclamados os eleitos, fica aos vencedores a responsabilidade da comemoração digna e respeitosa e aos vencidos a obrigação de reconhecer a derrota e de colaborar para que o processo de sucessão seja harmonioso e produtivo.

Com 10 novos vereadores de um colegiado de 11 é possível começar a mudar as formas de entender a política, não como meio de promoção pessoal ou partidária, mas como ferramenta para melhoria da cidade e da qualidade de vida da população. Com união, humildade, sentimento sincero de interesse público e reconhecimento de que os cargos são passageiros e representam apenas um passaporte temporário para que o eleito possa representar seus eleitores, surge a oportunidade para que todos possam fazer diferente, muito melhor do que até aqui foi feito.

O primeiro passo é que os eleitos para o legislativo conheçam o regimento interno da Câmara Municipal e, principalmente, a Lei Orgânica do Município, assim como devem saber a legislação que rege as várias atividades municipais. Sem vaidade, sem soberba ou qualquer sentimento de superioridade, mas apenas lembrando que cada um chegou ao cargo graças ao voto dos eleitores que depositaram confiança, deve-se começar a trabalhar de imediato e, de preferência, em grupo aberto a opiniões, sugestões e críticas. Afinal, é mais fácil se eleger pela primeira vez do que pela segunda.

No executivo, é premente a criação de um grupo de trabalho para o processo de transição administrativa, para que os novos dirigentes da cidade assumam conhecendo a realidade econômica, social e financeira do Município. Nesse caso, se deve abrir as contas e oferecer todas as facilidades para os eleitos, além de indicar representantes nesse grupo. Com essas medidas simples é possível reduzir a dificuldade inicial da nova administração e demonstrar magnitude nunca vista. E, por último, o mais belo aceno, que pode mudar de vez a política de Palmital, é que seja feita a transmissão do cargo entre os titulares como gesto de grandeza e respeito de ambas as partes.

Compartilhe

Deixe uma resposta