Agricultor mata ex-mulher a facadas em Ibirarema; ele se suicidou e populares ameaçaram incendiar sua casa

Um crime passional chocou a população de Ibirarema e região na véspera do Dia dos Namorados. Um agricultor de 35 anos matou sua ex-mulher, de 23, com golpes de faca de mesa na Vila Feliz na noite de quinta-feira (11/06). Em seguida, ele teria ido até sua propriedade rural no bairro do Ribeirão Azul e tirado a própria vida com um tiro na boca.

 

Segundo registros da Polícia Militar, uma equipe foi acionada para atender briga em residência na rua A, no conjunto habitacional Omar Sawaya Abud (Vila Feliz), pouco antes das 21 horas. No local, os policiais constataram que Clóvis Munhoz pegou uma faca e desferiu vários golpes em sua ex-mulher Luana Silva de Oliveira.  A jovem esfaqueada estava sendo socorrida por ambulância até o Pronto-Socorro, onde houve a constatação do óbito.

 

No local do esfaqueamento, policiais militares conseguiram identificar o autor e receberam informações que o agricultor teria fugido para sua propriedade rural, na Água do Ribeirão Azul. No sítio, os pms encontraram Clóvis caído no chão, ainda com vida, ferimento na boca e sangramento na cabeça. Próximo a ele, estava o revolver municiado com 6 cartuchos intactos e 1 deflagrado, com o qual ele cometeu suicídio.

 

O produtor rural chegou a ser socorrido por ambulância municipal até o Pronto-Socorro, mas também não resistiu ao ferimento. Além da arma de fogo, os policiais conseguiram ainda localizar a faca de mesa de inox que ele usou para matar a ex-mulher. Os corpos foram encaminhados para o IML de Assis, para necropsia.

 

A Polícia Militar teve de conter tumulto na propriedade rural, causado pela aglomeração de pessoas e familiares de Luana que queriam se vingar de Clóvis e diziam que iriam colocar fogo em sua residência. O crime também foi registrado pela Polícia Civil, que deverá apurar as circunstâncias do homicídio seguido de suicídio.

 

Segundo informações extraoficiais, o casal teve uma união estável e o relacionamento era tumultuado de seguidas separações e reconciliações. Nos últimos dias, estavam separados. Os dois tinham uma filha de 4 anos.

 

Clovis está sendo velado no Velório Municipal e seu sepultamento está previsto para ocorrer às 11h30, no Cemitério de Ibirarema. Luana começou a ser velada às 11 horas na Capela Mãe Rainha, no bairro Silvio Ziglio. O sepultamento está previsto para ocorrer às 14h30.

Compartilhe

Este post tem um comentário

  1. Anônimo

    Falta de amor na vida e Deus no coração pena dois jovens pena .Sto. Deus tenha misericórdia de todos nós.

Deixe uma resposta