Após 26 anos, filhos de Dener resgatam carro de acidente para iniciar reforma e documentário
Compartilhe

Guardado em galpão de vice de futebol desde acidente fatal de 1994, Mitsubishi será fio condutor de série para contar história do craque falecido precocemente em acidente na Lagoa

No início da tarde desta terça-feira, os três filhos de Dener – Denis, Felipe e Dener Matheus – resgataram o carro do pai, falecido em 1994, em acidente fatal na Lagoa Rodrigo de Freitas. O Mitsubishi branco (ainda com as placas DNR-0010) estava guardado há 26 anos na garagem do vice-presidente de futebol do Vasco, José Luis Moreira.

O paradeiro do veículo foi revelado em reportagem especial do ge, sobre a carreira e a vida de Dener. Os filhos do craque entraram em contato com Zé Luís, que é dono de frota de táxi e tem empresa bem perto da sede de São Januário, para recuperar o carro. O veículo vai servir de fio condutor de série documental que vai contar a história de Dener.

Advogado, Dener Matheus, filho mais novo, foi responsável por dar entrada na papelada. Emocionados, os filhos do craque viram pela primeira vez o veículo. A intenção da reforma é contar a história do pai, fazer exposição nos três clubes em que ele jogou e arrecadar donativos. Tudo isso sendo registrado no documentário. As filmagens já começaram. O carro será levado para São Paulo, onde vive a família.

A reforma deve durar 40 dias, preveem os sócios da Dimensions, oficina que fazia o “Lata Velha”, de Luciano Huck, na TV Globo. Eles encontraram um “carro doador”, ou seja, um modelo idêntico para transferir peças e iniciar o serviço. Os filhos de Dener também conseguiram patrocínio da Mitsubishi e da Mizuno, marca de material esportivo que patrocinava o pai.

Depois das filmagens no galpão ao lado do Vasco, a equipe foi até a Lagoa para fazer imagens no local do acidente na Lagoa Rodrigo de Freitas. Era o local preferido de Dener na Cidade Maravilhosa.

Morte antes do tri do Vasco

Dener teve três filhos com a mulher Luciana Gabino, que vai dar depoimento na série. Eles tentaram jogar futebol, mas nenhum se profissionalizou. A família se divide entre a Vila Ede, onde Dener nasceu e cresceu, e Santos, onde mora a mãe do craque, dona Vera.

O Vasco, último time de Dener, somente quitou a indenização em outubro de 2015. O clube carioca não havia feito seguro de vida para o jogador, que chegou emprestado pela Portuguesa. Na noite anterior ao acidente, Dener estava acertando detalhes de sua transferência para o Stuttgart da Alemanha.

O carro de Dener foi um presente da Portuguesa de renovação de contrato. O jogador exigiu o veículo para assinar com a Lusa e voltar a treinar em 1993. A Mitsubishi Eclipse, carro raro na época no Brasil, permaneceu no Rio para perícia, por decisão judicial. À época, José Luis Moreira guardou o veículo.

FONTE: Globo Esporte

Compartilhe