Cerea conclui reformas e melhorias em sua sede
Compartilhe

Entidade recuperou instalações do prédio da entidade que vai comemorar 41 anos no final do mês

 

O Centro de Recuperação do Alcoólatra (Cerea) de Palmital concluiu um projeto de reforma e melhorias em sua sede própria, localizada no cruzamento das ruas Marechal Rondon e Olegário Pinheiro Machado, na Vila Garcia. A iniciativa teve por objetivo valorizar o patrimônio da entidade e possibilitar melhores condições de acolhimento às pessoas que buscam apoio para superar a dependência do álcool.

As obras incluíram reparos na alvenaria, pintura completa das instalações e a substituição do madeiramento e das telhas da cobertura, além da construção de uma garagem coberta para abrigar a Kombi da entidade. O Cerea também instalou aparelhos de ar-condicionado no salão principal, fez a recuperação do calçamento e a colocação de grades nas janelas.

O trabalho de reforma da sede da entidade foi comandado pelo presidente Cláudio Fromágio, que informou que o projeto recebeu investimento de aproximadamente R$ 45 mil. Segundo o presidente, 80% das despesas foram cobertas com doações de pessoas da comunidade, comerciantes e empresas, lembrando ainda que a entidade conta com subvenção da Prefeitura, que auxilia na manutenção do trabalho de atendimento aos cereanos.

Segundo Fromágio, que cumpre seu terceiro mandato e deverá comandar o Cerea até 2020, a entidade comemorará no dia 28 de setembro 41 anos de atividades em Palmital, com um currículo de importantes serviços prestados às famílias e às pessoas que buscaram ajuda para abandonar o alcoolismo. Ele informou ainda que, atualmente, o centro conta com cerca de 200 integrantes e realiza reuniões semanais nas noites de quinta-feira.

HISTÓRIA – O Cerea foi criado em setembro de 1978 pelo cirurgião-dentista Milton Corazina e já atendeu centenas de famílias em mais de quatro décadas de atividades em Palmital. Nos anos 80, a entidade adquiriu sua sede própria. O trabalho da entidade, que foi declarada como de “utilidade pública” em 2005 pela Assembleia Legislativa de São Paulo, visa a assistência moral, social, reeducação mental e psicoterapêutica, objetivando curar o alcoólatra e readaptá-lo à sociedade.

Compartilhe

Deixe uma resposta