Criminosos criam ‘central de fraudes’ para sacar auxílio emergencial
Compartilhe

A Polícia Militar prendeu uma quadrilha suspeita de aplicar golpes e sacar o auxílio emergencial, benefício do governo federal. Nove pessoas foram presas em uma “central de fraude” que funcionava em uma chácara em Lençóis Paulista, na noite desta terça-feira (11).

Segundo a polícia, o grupo furtava CPFs e dados pessoais de terceiros para receber o benefício de forma indevida.

A Polícia Militar descobriu o esquema depois de receber denúncias de que havia movimentação suspeita de veículos de luxo na chácara.

Quando chegaram no local, os policiais abordaram uma caminhonete com dois ocupantes, que autorizaram a entrada da equipe no local.

Dentro da propriedade, a polícia encontrou seis pessoas operando computadores, com números de CPF de outros moradores, que não estavam no local.

Ao todo, nove pessoas foram presas e levadas para a sede da Polícia Federal em Bauru. Uma pessoa foi ouvida e liberada.

A polícia apurou que o grupo estava praticando estelionatos digitais e é especialista em golpes para obtenção indevida do auxílio emergencial.

De acordo com a PM, com os dados dos moradores, os criminosos criavam perfis falsos na Caixa e sacavam o benefício do governo. A polícia apreendeu quatro carros, uma moto, 19 cartões bancários, cerca de 300 chips de celulares, R$ 60 mil em dinheiro e vários cheques totalizando R$ 26 mil.

A polícia ainda informou que o grupo estava na chácara há 10 dias e que a maioria deles é da região de Araçatuba e Birigui, além dos integrantes de Lençóis Paulista. Nove pessoas foram presas e vão responder por formação de quadrilha e estelionato.

Grupo suspeito de criar perfis falsos na Caixa para sacar auxílio foi localizado em chácara de Lençóis Paulista — Foto: Polícia Militar/Divulgação

 

Fonte: G1

Compartilhe

Deixe uma resposta