Doria anuncia polo de desenvolvimento na região de Marília
Compartilhe

Área inclui Palmital e municípios da Comarca em programa que oferece benefícios à manutenção e à implantação de indústrias no setor de alimentos e bebidas

 

 

A região administrativa de Marília, que inclui Palmital e os municípios da Comarca, pode se tornar um polo de desenvolvimento econômico na área de alimentos e bebidas. A proposta foi apresentada na quinta-feira pelo governador João Doria durante evento no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, quando ele anunciou a criação de áreas geográficas para projetos de fortalecimento da economia em diferentes áreas do território paulista. O projeto também inclui um pacote de benefícios como a simplificação tributária e regulatória, financiamento com juros atraentes, pré-aprovação de licenças e cursos de qualificação para mão-de-obra.

“Um governo responsável é comprometido com a geração de emprego. E geração de emprego não é com programa de assistencialismo, muito menos com paternalismo, é incentivando o setor produtivo, criando condições adequadas para o setor privado produzir, criar, gerar empregos, remunerar adequadamente, criando estabilidade e condições econômicas adequadas”, comentou o governador João Doria. “Aqui em São Paulo a nossa prioridade é a geração de empregos e renda”, ressaltou.

Foram anunciados onze polos de desenvolvimento que abrangem todas as regiões do Estado. Na área de alimentos e bebidas, além de Marília estão as regiões de Bauru, São Carlos, Barretos, Grande São Paulo, Piracicaba e Campinas. A área de Presidente Prudente foi considerada como polo de biocombustíveis. “Esse é um governo liberal e de forma nenhuma estamos fazendo um programa de incentivo fiscal para setores específicos ou guerra fiscal. A atuação dos polos é para identificar falhas de mercado e atuar nas falhas de governo”, comentou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen. “Nosso trabalho aqui é alavancar a produtividade e a competitividade do setor privado, impulsionando e melhorando as políticas públicas nas regiões onde as cadeias produtivas estão instaladas”, reforçou.

Ainda de acordo com a secretária, o objetivo é fomentar e incentivar o aumento da produtividade da indústria, atraindo investimentos, impulsionando a inovação e a geração de empregos e renda, reunindo na mesma região geográfica políticas para determinado setor produtivo.

A otimização do projeto será feita em torno de incentivos a serem oferecidos pelo governo, com ações pontuais na simplificação tributária e regulatória, financiamento competitivo voltado ao adensamento da cadeia produtiva, ações de tecnologia e inovação, qualificação de mão-de-obra, investimentos em infraestrutura e serviços, ambiente favorável a negócios e desburocratização (rápido e fácil acesso a licenças e permissões). “Cursos customizados e adequados às demandas das regiões, por meio das Fatecs e Etecs, instituições sólidas, capacitadas, historicamente”, comentou Doria sobre a qualificação para estimular os setores.

 

PROGRAMA DEVE BENEFICIAR AÇÕES EM PALMITAL E IBIRAREMA

A implantação do projeto do polo de desenvolvimento econômico pode beneficiar diversos municípios da região de Marília, incluindo Palmital, cuja administração do prefeito José Roberto Ronqui está pleiteando por meio de Projeto de Lei em tramitação na Câmara Municipal a aprovação para a captação de R$ 10 milhões junto à Caixa Econômica Federal para investimentos em diversos setores. Um dos projetos é justamente o fomento à instalação de novas empresas, com a aquisição de terreno para implantação de um novo Distrito Industrial, que poderá gerar mais empregos e proporcionar a multiplicação da riqueza produzida no município.

Ibirarema, por meio do trabalho do prefeito Thiago Briganó, já possui um Distrito Industrial em estágio avançado. A área, às margens da Raposo Tavares, já recebeu infraestrutura para possibilitar a instalação de indústrias. Serão oferecidos 94 lotes de mil m2 para a instalação de empresas que deverão fortalecer a economia da cidade e ocupar mão-de-obra local, incrementando o desenvolvimento socioeconômico ibiraremense nos próximos anos.

 

Confira vídeo a seguir:

Compartilhe

Deixe uma resposta