Escritor indígena entrega kits de higiene na aldeia com lucro de livros que vendeu na web
Escritor indígena entrega kits de higiene na aldeia com lucro de livros que vendeu na web
Compartilhe

Primeiro caso de coronavírus na ladeia de Avaí (SP), foi registrado na semana passada. Segundo escritor, moradores estavam precisando de produtos de higiene.

O escritor indígena de Avaí (SP), Tiago Nhandewa, entregou kits de higiene neste fim de semana às famílias da aldeia que fica na cidade. Os produtos foram comprados com o lucro que conseguiu com a venda de seu livro na internet.

O escritor, que nasceu na aldeia Nimuendaju, na terra indígena Araribá, disponibilizou 180 cópias da obra “Quando caçava tatu e outros bichos” em um site de vendas.

Tiago contou que já vendeu quase todos os exemplares e acredita que vai conseguir esgotar todos na próxima semana.

Produtos foram comprados com lucro que escritor obteve com venda de livro na internet — Foto: Arquivo pessoal/Tiago Nhandewa

Produtos foram comprados com lucro que escritor obteve com venda de livro na internet

Os livros foram vendidos com o objetivo de reverter o lucro para ajudar no combate ao coronavírus na aldeia. Nesta semana, Araribá confirmou o primeiro caso da doença, em uma moradora da aldeia Kopenoty.

A primeira fase da campanha, que recebeu o nome “Uma causa por outra causa”, foi realizada neste domingo (9). Tiago distribuiu kits para 110 moradores, o que totaliza 32 famílias atendidas na comunidade.

O kit inclui álcool em gel, álcool 70, água sanitária, sabão neutro e líquido e máscaras reutilizáveis. Segundo Tiago, as máscaras foram adquiridas na própria aldeia como uma forma de fortalecer e estimular a economia local.

“No próximo mês entregarei outros kits. Estou muito feliz”, admite Nhandewa.

Campanha “Uma causa por outra causa” foi realizada neste domingo (9) na aldeia em Avaí — Foto: Arquivo pessoal/Tiago Nhandewa

Campanha “Uma causa por outra causa” foi realizada neste domingo (9) na aldeia em Avaí

Livro de aventuras

“Quando caçava tatu e outros bichos” retrata aventuras dos meninos indígenas em Avaí — Foto: Tiago Nhandewa/Divulgação

“Quando caçava tatu e outros bichos” retrata aventuras dos meninos indígenas em Avaí

O livro “Quando caçava tatu e outros bichos” retrata as aventuras dos meninos indígenas na infância e na adolescência, com o objetivo de promover diversão, emoção e quebrar estereótipos relacionados à cultura indígena.

Algumas unidades do livro foram distribuídas de forma gratuita para as crianças e escolas da aldeia. Publicado em maio, a ideia era incentivar a leitura e escrita na aldeia, assim como arrecadar dinheiro para projetos sociais na comunidade.

Indígena vende livro autoral e reverte lucro para combate à Covid na aldeia de Avaí — Foto: Arquivo pessoal/Tiago Nhandewa

Indígena vende livro autoral e reverte lucro para combate à Covid na aldeia de Avaí

No entanto, Tiago contou que a pandemia de coronavírus mudou um pouco os planos do escritor, que lançou o livro oficialmente em junho através das redes sociais.

“A pandemia fez surgir as necessidades referentes ao combate e prevenção ao coronavírus na minha aldeia Nimuendaju. A comunidade precisa de produtos de higiene e de proteção, alimentos temos recebido de parceiros e também da Funai”, explica Tiago.

Por isso, o livro retrata parte da história da aldeia ao mesmo tempo em que pretende ajudá-la no presente. Para Tiago, a iniciativa foi uma forma de retribuir o carinho da comunidade.

FONTE: G1

Compartilhe