Fundo Social de Palmital produz roupas e máscaras para proteção de equipes de saúde
Compartilhe

O Fundo Social de Solidariedade de Palmital está empenhado no esforço coletivo que tem o objetivo de auxiliar os profissionais que atuam em unidades de saúde que realizam a prevenção ao coronavírus e estão realizando o atendimento aos pacientes que apresentam sintomas da doença, que já tem caso confirmado no município. Uma das ações, em parceria com a Secretaria de Saúde e a Santa Casa de Misericórdia, é a produção de vestimentas e máscaras médicos e equipes de enfermagem.

 

Pela parceria, a secretaria municipal e o hospital filantrópico fizeram a aquisição do TNT (tecido não tecido) e uma equipe de voluntárias do Fundo Social, sob o comando da presidente e primeira-dama Fátima Ronqui, cuidou da confecção das peças. Os trabalhos, com apoio do prefeito José Roberto Ronqui, foram realizados na escola de costura Helena Buzetti Beltramin, com instalações e equipamentos cedidos pela Secretaria de Educação e Cultura de Palmital. 

Segundo o Fundo Social, foram produzidos 300 capotes, que são vestimentas hospitalares que cobrem maior parte do corpo e protegem contra a contaminação pelo covid-19. A maior parte, totalizando 240 unidades, foi destinada à Santa Casa, que está sob a intervenção municipal desde o ano passado. Outros 60 foram entregues à Secretaria de Saúde, para uso em unidades básicas. Houve ainda a produção de 500 máscaras. Todos os itens são descartáveis.

 

A entrega dos capotes e máscaras foi feita na semana passada por Fátima Ronqui à secretária de Saúde Daniele Andrade dos Santos, que estava acompanhada da gerente do setor Juliana Garcia e da coordenadora da Vigilância Epidemiológica Lucéia Sartori. O projeto deverá ter continuidade e a equipe de voluntárias aguarda o fornecimento de mais TNT para que haja a produção de um novo lote de peças para uso das equipes da Santa Casa e das unidades básicas.

Compartilhe

Deixe uma resposta