Irmã diz que mulher que teve o corpo queimado pelo namorado já havia sido agredida por ele
Mulher sofreu queimaduras em 50% do corpo

Segundo a irmã da vítima, o casal de Bernardino de Campos (SP) estava junto havia pouco mais de um ano.

A mulher que teve 50% do corpo queimado e sofreu ferimentos de 3º grau depois que o namorado jogou álcool e ateou fogo no corpo dela, em Bernardino de Campos (SP), já havia sido vítima de agressões por parte do companheiro em outras ocasiões, segundo a irmã.

De acordo com a irmã da vítima, o casal estava junto havia pouco mais de um ano.

“Ele sempre foi violento com ela. Eles já vinham mantendo uma relação meio conturbada. Ela sempre era agredida e aparecia cheia de hematomas, mas ela não gostava que a família interferisse”, conta a irmã.

“Nós ficamos muito desesperados ao saber o que aconteceu, porque ninguém socorreu a minha irmã. Foi ela mesma quem arrancou a roupa do corpo e procurou água para apagar o fogo.”

A mulher está internada em uma ala da Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) de um hospital especializado em Marília (SP).

“Nós seguimos orando e confiando que ela vai ficar bem e mudar de vida depois de tudo que aconteceu. As filhas dela estão sofrendo muito com essa situação”, continua.

“O meu desejo hoje é que todas as mulheres que vivem nessa situação consigam ser fortes e tomar uma atitude para sair dessa vida. É muito triste e nenhuma mulher merece passar por isso. Infelizmente, muitas acabam morrendo”, lamenta.

Entenda o caso

Segundo a polícia, o ataque aconteceu durante um desentendimento do casal, no imóvel do rapaz. À Polícia Militar, a vítima relatou que o namorado se alterou e jogou álcool etílico pelo corpo dela. Em seguida, ateou fogo usando um isqueiro.

De acordo com o boletim de ocorrência, o suspeito fugiu sem prestar socorro. A vítima apagou as chamas com água e acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que realizou o primeiro atendimento.

O homem foi encontrado pelos policiais escondido entre roupas sujas, na lavanderia da residência, sendo detido pela equipe. Indagado, ele negou as acusações e foi levado ao Plantão Policial do município.

Ele foi preso em flagrante, indiciado por tentativa de homicídio qualificado e feminicídio, e encaminhado à cadeia de São Pedro do Turvo (SP). A polícia vai investigar as motivações do crime.

FONTE: G1

Compartilhe