Médica picada por cobra divulga fotos tiradas minutos antes de ataque
Compartilhe

A médica Dieynne Saugo, de 33 anos, publicou fotos tiradas na Cachoeira Serra Azul, em Nobres, a 151 km de Cuiabá minutos antes de ser picada no rosto e no pescoço por uma cobra jararaca. O acidente aconteceu no dia 30 de agosto.

Ela precisou passar por duas cirurgias e ficou 9 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital em Cuiabá e, depois, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para onde foi transferida e segue internada.

“Por que comigo? Não sei! Nunca questionei Deus por isso! Mas uma coisa é certa: Deus está́ operando um milagre em minha vida. Ganhei uma nova data de aniversário: 30/08 – o dia do meu renascimento”, escreveu a médica na legenda das imagens.

As fotos foram publicadas nesta terça-feira (8) na rede social Instagram.

No relato, a médica afirmou que tomou o soro antibotrópico 3 horas após o ataque e que teve vômitos em jato que provocaram uma hemorragia digestiva.

“O final de semana de descanso, aventura e diversão, se tornou de desespero, dor, angústia e aflição”, escreveu a médica.

Dieynne Saugo passou por duas cirurgias — Foto: Arquivo Pessoal

Transfusão de sangue e traqueostomia

Primeiramente, a médica foi atendida no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) 3 horas depois de ser picada. A viagem do local onde fica a cachoeira até o hospital levou cerca de 2 horas.

Durante o período em que esteve na UTI, ela passou por transfusão de sangue e por traqueostomia (pequena abertura na traqueia) para desobstruir as vias aéreas que estavam comprometidas e a impediam de respirar.

No hospital da capital paulista, ela foi submetida a um teste de coronavírus, e o resultado foi positivo para a Covid-19.

Relembre o caso

Dieynne tomava banho com amigos na Cachoeira Serra Azul, em Nobres, quando uma cobra jararaca despencou com a queda d’água e a atingiu. Ela foi picada duas vezes.

O acidente aconteceu no dia 30 de agosto (veja vídeo acima). Ela ficou internada em estado grave por uma semana e foi transferida para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, no dia 3 de setembro.

Em nota, o Parque Sesc Serra Azul, responsável pela atração turística, informou que a equipe de saúde do local foi chamada imediatamente, deu todas as orientações e está acompanhando o caso desde então.

Médica Dieynne Saugo  — Foto: Instagram/Reprodução

Compartilhe

Deixe uma resposta