Palmital tem semana com 8 mortes por coronavírus; maio já é o mês mais letal da pandemia
Compartilhe

De acordo com a Secretaria de Saúde, a situação epidemiológica se mostra altamente alarmante em maio, que já é o período mais letal da pandemia do coronavírus. Foram 16 mortes nos 21 primeiros dias do mês. O número já supera os 11 falecimentos registrados em março, que era o recorde até o momento.

.

Somente na última semana, entre o sábado passado (15/05) e esta sexta-feira (21/05), foram 8 mortes (não foi computado o óbito deste domingo, dia 23 de maio). A quantidade é o recorde de vítimas fatais da pandemia no período de sete dias (o maior número anterior era cinco vítimas no início de maio), mostrando a gravidade do atual estágio da crise causada pelo coronavírus.

.

E a situação pode piorar ainda mais, conforme o órgão municipal, pois a ala de isolamento da Santa Casa de Palmital está lotada de pacientes com problemas respiratórios graves. Na sexta-feira (21/05), havia 21 pacientes internados com quadros graves de síndrome respiratória, sendo 7 pessoas lutando pela vida em UTIs de hospitais da região.

.

Com base nos dados de casos confirmados pela Secretaria de Saúde, a média diária de mortes está em 0,69 em maio, considerando os 16 casos em 23 dias. Se aplicarmos a projeção por todo o período, este mês poderá chegar a um valor, arredondado para baixo, de 21 óbitos, que é 90,9% superior número registrado em março, o mais letal da pandemia até o momento.

Compartilhe

Deixe uma resposta