População da Comarca cresce 0,54%, estima IBGE – Palmital apresentou menor índice de crescimento

Instituto divulgou estimativas da população residente nos municípios brasileiros para 2019; Ibirarema teve o maior crescimento, com 1,17% em relação ao ano passado

 

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na semana passada as estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros, com data de referência em 1º de julho deste ano. Estima-se que o Brasil tenha 210,1 milhões de habitantes atualmente e uma taxa de crescimento populacional de 0,79% entre 2018 e 2019. O crescimento da população da Comarca, com a soma dos residentes nos municípios de Palmital, Ibirarema, Campos Novos Paulista e Platina, foi inferior à média nacional no mesmo período.

A população da Comarca, conforme estimativas publicadas pelo IBGE na edição de 28 de agosto do Diário Oficial da União (DOU) é de 38.489 habitantes. O número é 0,54% maior que os 38.284 residentes indicados em 2018. Palmital, que havia registrado queda de 0,13% na população residente no período anterior (2017/2018), teve aumento de 0,24%. Conforme dados do IBGE, o município tinha em 1º de julho 22.221 habitantes, que representa 53 pessoas a mais que as 22.168 estimadas em meados de 2018.

O melhor desempenho na Comarca foi o de Ibirarema, mantendo retrospecto observado nos últimos anos. A população do município cresceu 1,17% no último ano e passou de 7.663 para 7.753 habitantes. Platina teve o segundo melhor desempenho, de 3.521 para 3.550 moradores, com evolução de 0,82%.

Campos Novos Paulista cresceu 0,67%, passando de 4.932 para 4.965 habitantes. O município de Salto Grande, que faz parte da área de cobertura do JC, teve crescimento populacional de 0,37% durante o último não, de 9.297 para 9.331 pessoas estimadas como população residente, conforme dados do IBGE.

REPASSES – As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos. A divulgação anual obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013.

As populações dos municípios foram estimadas por procedimento matemático e são resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos entre seus diversos municípios. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010) e ajustadas.

Compartilhe

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Não Permitido Cópia