Sapo-cururu é encontrado dentro de cemitério com a boca colada
Compartilhe

Um sapo foi encontrado com a boca colada em um cemitério de Jaboatão dos Guararapes (PE) na sexta-feira (12/02). O animal foi resgatado por uma moradora que levou o anfíbio para a Unidade Básica de Saúde (UBS) Pet da cidade.

Após fazer os primeiros procedimentos para descolar a boca do sapo, a dona de casa o levou à UBS para receber cuidados dos profissionais. De acordo com a Cetas Tangará, unidade da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), o animal foi atendido pela veterinária Nathalia Gouveia.

Conforme o gestor do Cetas, Yuri Marinho, o animal é da espécie popularmente conhecido como sapo-cururu, e que pelo tamanho aparenta ser uma fêmea adulta. Tem ferimentos nas costas e na boca por conta da cola. Marinho explica que após o anfíbio se reabilitar será solto na natureza. Ele ressalta a importância dos anfíbios anuros (sapos, rãs e pererecas) para o meio ambiente.

“Os anfíbios são responsáveis pelo controle de diversos insetos, além de outros invertebrados. Por se tratar de animais muito sensíveis, a ausência deles indica que o ambiente está poluído, ou seja, sua presença serve de alerta para indicar se o ambiente está ecologicamente equilibrado”, explicou o gestor.

Fonte: IstoÉ

Compartilhe

Deixe uma resposta