Compartilhe

Veículo da Prefeitura de Pato Bragado transportava pacientes para consultas especializadas; mãe e filha estão entre as vítimas

Um acidente envolvendo um ônibus no município paranaense de Marechal Cândido Rondon na manhã desta segunda-feira deixou ao menos sete mortos e 13 feridos. O véiculo pertence à Secretaria de Sáude de Pato Bragado e transportava pacientes para consultas especializadas nas cidades de Cascavel e Toledo.

Ônibus da Secretaria de Saúde de Pato Bragado caiu em barranco no PR Foto: Marcio Cerny/Marechal News

Segundo o Consórcio de Saúde dos Municípios do Oeste (Consamu), as sete vítimas fatais confirmadas eram idosos e adultos, entre elas o motorista do ônibus. Um oitavo óbito ainda é apurado pelos socorristas. Todos os feridos foram encaminhados para unidades de saúde da região.

Entre as vítimas, estão uma mãe e a filha, identificadas como Lurdes Monteiro e Fabiane Monteiro. Elas são comadre e afilhada de Luiz Grando, ex-prefeito de Pata Bragado. Além delas, morreram o motorista César Shaeffer – ex-vereador e conhecido como Tcheco -, João Szczuk, Ivone Gentelini, Nelson Ditz e Pedro Schneider.

A Polícia Rodoviária Estadual do Paraná disse que o acidente envolveu também um caminhão de transporte de grãos, cujo motorista fugiu do local.

A Prefeitura de Pato Bragado afirmou em nota que havia 20 pessoas no veículo, incluindo o motorista. Segundo a administração municpal, 13 estão na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Marechal Cândido Rondon, sendo dois pacientes em estado grave. Eles serão transferidos de helicóptero e ambulância.

“Equipes de Pato Bragado estão na UPA auxiliando nos atendimentos aos bragadenses e também às famílias das vítimas.A Secretaria de Saúde mantém contato com os familiares das vítimas na Unidade Básica de Saúde Albino Edvino Fritzen, repassando mais informações e esclarecimentos e, acima de tudo, prestando todo apoio necessário”, diz a nota.

De acordo com o prefeito de Pato Bragado, Leomar Rohden, nem todos os passageiros embarcaram. Ele disse que o Instituto Médico Legal (IML) está trabalhando para atestar a identidade de todas vítimas e confirmou que entre elas está o motorista do ônibus César Roberto Schaeffer.

— Não sabemos as causas ainda, a polícia vai investigar. Não sabemos exatamente o que aconteceu. Está sendo dado todo suporte aos familiares que acabaram se envolvendo no acidente. Infelizmente aconteceu esta tragédia — disse o prefeito ao GLOBO.

FONTE: O Globo

Compartilhe