Cooperativa realiza ato ecumênico em Cândido Mota, seguido de apresentação de músicos do Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos 

 

Cooperativismo

 

A Coopermota realiza amanhã uma grande festa para comemorar seus 60 anos de fundação. A cooperativa agrícola, que mantém unidades de negócios em diversas cidades da região, traz como atração principal a Orquestra Sinfônica de Tatuí, formada por músicos do Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos. O evento gratuito ocorre a partir das 8 horas na concha acústica vereador Aymoré Teodoro Ramos, localizada na Praça dos Estudantes Prefeito Oscar Trench, entre a sede da entidade e a escola estadual Rachid Jabur.

A programação será aberta com ato ecumênico em ação de graças com a presença do frei Haroldo José Beneti, acompanhado de diretores da Coopermota, autoridades e convidados. Em seguida, ocorre a apresentação da orquestra com aproximadamente 70 músicos sob a regência do maestro Edson Beltrami, que já atuou como regente e flautista na Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) em diferentes países, incluindo apresentação no Carnegie Hall, nos EUA, e em cidades do Japão e da França.

A Coopermota preparou a festa como uma oportunidade de celebração entre os cooperados, marcando as conquistas e avanços obtidos em seis décadas de atuação. A iniciativa também busca a comunhão e a integração com a comunidade, mostrando a importância da cooperativa para o desenvolvimento social e econômico da região. “Completamos ontem [17 de maio] 60 anos de fundação da cooperativa e, conforme avalio, estamos com saldo bastante positivo. Faço votos de que a gente continue sempre tentando avançar no que se refere ao desenvolvimento da agricultura e do cooperado, especificamente”, disse o presidente da entidade, o palmitalense Edson Valmir Fadel, o Branco.

O presidente também enfatizou a importância da história da Coopermota. “Construímos uma história marcante e buscamos manter a confiança conquistada ao longo dos anos junto aos cooperados e ao mercado. Assim, podemos oferecer tranquilidade aos nossos associados. E queremos seguir firmes em nossa missão, pois sabemos que os produtores dependem da estrutura e da intermediação da cooperativa para, junto ao mercado, buscar inovação e rentabilidade no campo”, finalizou.

Leia também no JC Online

Compartilhe

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Não Permitido Cópia