Compartilhe

INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) finalizou os pagamentos da primeira parcela do 13º salário na última sexta-feira (6). Contudo, os beneficiários já estão de olho na 2ª parcela do benefício. 

Reprodução

Conforme informações do INSS, o pagamento do abono extra é feito para aposentados, pensionistas e demais beneficiários da autarquia. 

Antes de mais nada, é importante destacar que tanto os segurados que recebem apenas um salário mínimo quanto aqueles que ganham uma mensalidade superior estão recebendo os valores do salário extra. 

Sendo assim, quando será iniciado o pagamento da segunda parcela? 

Calendário da segunda parcela do 13º salário do INSS 

A princípio, o Governo Federal liberou o pagamento do 13º salário no mês de março. No entanto, a medida anunciada não é uma novidade. Este é o 3º ano seguido em que os segurados do INSS recebem o 13º antes das datas tradicionais, ou seja, em agosto e dezembro. 

Como nos pagamentos anteriores, os novos repasses ocorrerão em dois calendários, o primeiro para segurados que ganham um salário mínimo e outro para segurados que ganham acima de um salário. Todavia, ambos seguem a ordem do último número do cartão do benefício do INSS

Logo, confira abaixo os calendários de pagamento dos benefícios do INSS. O cronograma de pagamentos leva em consideração o número final do cartão de benefício, sem considerar o último dígito verificador, que aparece depois do traço. 

Consulta ao benefício do INSS 

Os segurados podem consultar as informações do benefício do INSS através dos seguintes canais: 

  • Central de atendimento, no número 135, disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h; 
  • Site Meu INSS; 
  • Aplicativo Meu INSS, disponível para Android e iOS. 

Quem tem direito? 

De acordo com as regras oficiais do INSS, podem receber o 13º salário do INSS em 2022 os segurados que recebem qualquer um dos seguintes benefícios: 

  • Aposentadoria por: idade, tempo de contribuição, invalidez e especial 
  • Pensão por morte; 
  • Auxílio-doença; 
  • Auxílio-acidente; 
  • Salário-maternidade; 
  • Auxílio-reclusão. 

Vale destacar que não terão direito aos valores, os beneficiários de programas assistenciais, como, por exemplo, os cidadãos que recebem o BPC/Loas (Benefício de Prestação Continuada). 

Fonte: Notícias Concursos

Compartilhe

Deixe um comentário