Compartilhe

Longe de ser um desmancha-prazer. Sou avesso a certas particularidades que desviam o foco do Natal. Nada contra, mas Papai Noel,  presentes, cartões coloridos, de bom e de mau gosto, mensagens natalina na secretária eletrônica com “Jingles Bells” de fundo, ceias  regadas a bebida alcoólica em excesso, etc e tal, não me atraem muito. Tudo isso é pequeno demais para a grandeza da comemoração da data. No Natal se comemora o maior episódio da História da Humanidade, a data em que o Verbo se fez carne e habitou entre nós.

Sem esta reflexão, todo este trabalho, todos os enfeites, luzes pisca-pisca “made in China” decorando árvores, ruas, postes e residências não passariam disso – enfeites. Se não tivermos esta reflexaão de que o Natal  representa a vinda do Filho de Deus feito Homem, entregue por nós, para nossa salvação, é diminuir a importância da data. O “Menino que nos nasceu”, o “Filho que nos foi dado” é o próprio Deus, o  Emanuel que quer estar conosco. Essa –  a Boa Nova do Natal.

O advento foi o tempo em que a Igreja nos deu para prepararmos a Festa, na alegria, na confiança. Foram quatro semanas. Podiam ser quatro dias ou quatro anos. Cada um de nós sabe o tempo de que necessita para abrir o coração e nele acolher o Menino. A Virgem Maria, que participou uma espera de milhares de anos, bastaram uns minutos para dizer “sim”. E nós? Somos capazes de dizer? E depois de acolhermos Jesus, que fazemos com Ele? Guardamos para nós mesmos, ou partilhamos com os irmãos, para que embarquem nesta aventura de O seguir pelos caminhos e pelas estradas do Evangelho, não apenas em uma data do calendário, mas a cada dia, a cada manhã, acolhendo Cristo que quer nascer todos os dias em nosso coração.

Que nesta festa solene  peçamos a Maria que nos ensine a dizer “sim”. Que ela nos mostre também o caminho para levarmos Jesus aos irmãos, tal como ela O levou em sua visita a Isabel, que inspirada pelo  Espírito Santo, proclamou: “bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre”.

Feliz Natal!

====================================================

(Alcindo Garcia é Jornalista) e-mail: alcindogarcia@uol.com.br

Compartilhe

Deixe uma resposta