Compartilhe

Primeiro turno ocorre sem incidentes ou a formação de filas nas 80 seções instaladas em escolas de Palmital, Ibirarema, Campos Novos e Platina; envio dos dados ao TSE foi concluído por volta das 20 horas

 A votação do primeiro turno das eleições gerais no último domingo transcorreu de forma tranquila na Comarca. A Justiça Eleitoral preparou 80 urnas que foram usadas em seções instaladas em escolas públicas de Palmital, Ibirarema, Campos Novos Paulista e Platina. Não foram registradas ocorrências de crimes eleitorais durante os trabalhos de recepção de votos. A Polícia Militar também não registrou ocorrências relativas ao pleito, sem incidentes nas imediações dos locais de votação.

Depois das 17 horas, quando se encerrou a votação, os trabalhos se concentraram no Fórum da Comarca, onde as urnas foram recebidas e processadas no Salão do Júri, sob a supervisão da juíza eleitoral Mônica Tucunduva Spera Manfio. Em seguida, os pendrives com dados de votação foram retirados dos equipamentos e levados até o Cartório Eleitoral para a transmissão dos dados para o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que fez a totalização dos votos. Foram inseridos no sistema os votos das 47 seções de Palmital, além das 14 de Ibirarema, das 11 de Campos Novos Paulista e das 8 de Platina. Os trabalhos foram concluídos por volta das 20 horas.

A juíza eleitoral, em entrevista à Rádio Regional, destacou que a votação ocorreu de forma tranquila na Comarca e ressaltou que todos os problemas foram contornados durante o dia, sendo os casos pendentes encaminhados ao TRE-SP para tomada das medidas cabíveis. Mônica Manfio afirmou que não houve problemas com urnas, apesar das fake news e dos questionamentos sobre o funcionamento dos equipamentos, sendo que apenas um eleitor reclamou de não ter visto a foto do candidato de sua preferência antes de confirmar o voto.

Mônica Manfio avaliou também que não houve grandes filas ou a formação de aglomerações que causaram demora no processo de votação. A juíza eleitoral que destacou ainda que, apesar de muitas pessoas terem feito o cadastro, não houve a necessidade do reconhecimento biométrico durante a votação na Comarca, mas destacou os eleitores deverão sempre apresentar um documento original com foto para a votação, esperando que os trabalhos ocorram dentro da normalidade no segundo turno.

Compartilhe

Deixe uma resposta